Como escolher um abajur: o guia definitivo2

Escolhendo o material certo para abajur
Sofá de veludo ladeado por uma mesa lateral de madeira com uma luminária
Após selecionar o formato, é hora de pensar no material ou tecido com que o abajur é feito. A maioria dos designs de abajures são feitos de linho, algodão ou cartão – se você pretende atualizar seus abajures sazonalmente, um design simples feito de um desses materiais seria uma boa escolha. Os melhores materiais para cortinas de tambor e, na verdade, cortinas império, plissadas ou retangulares, dependem do tipo de atmosfera que você deseja criar no ambiente onde a luminária será colocada. Não se trata necessariamente do formato do abajur, mas do que você deseja que o abajur alcance.

Como escolher um abajur: o guia definitivo2插图

Cartão: uma escolha clássica e versátil
Para iluminar instantaneamente uma divisão, tornando-a mais espaçosa, considere um abajur de cartão – a sua fachada limpa é particularmente eficaz quando trabalhada numa tonalidade branca.

Linho: Textura Elegante e Natural
Para conseguir um visual arrojado ou uma afirmação marcante com um candeeiro, os abajures de linho black-out são perfeitos – um abajur simples de cor bloco criará sempre um efeito contemporâneo. Para um look mais suave, opte por uma cor mais clara que deixe brilhar a textura natural do tecido.

Algodão: Suavidade e Iluminação Sutil
Para o apelo tradicional de “casa de campo francesa”, os tons de algodão plissado são ideais, pois conferem um pouco de capricho a um esquema mais clássico.

Seda: elegância luxuosa e difusão de luz
Para um visual opulento e duradouro, os tons de seda são o epítome da elegância e adicionam uma camada tátil extra à decoração da casa. O tecido delicado ajuda a espalhar a luz uniformemente, criando um brilho suave e acolhedor.

O estilo e o material da base da lâmpada também podem influenciar o tecido usado no abajur; uma base com acabamento liso pode exigir contraste – ou seja, um abajur com muita textura e detalhes – enquanto combinar uma luminária e um abajur com uma sensação semelhante unificará os dois elementos.

Escolhendo a cor ou padrão do abajur
Uma sala verde com uma pequena cômoda cinza encimada por um abajur de vime
Neutro ou colorido? Simples ou estampado? Ao considerar o acabamento do abajur, estas são as perguntas que muitos de nós faremos. Normalmente, cada opção tem seus prós e contras. Além de complementar praticamente todo e qualquer esquema de decoração, as cortinas lisas são ótimas se você tem uma lâmpada muito dinâmica e está preocupado com a possibilidade de ela ser ofuscada por uma cortina vistosa. Por outro lado, designs simples podem ser usados para criar um ponto focal único – especialmente se combinados com luminárias de chão independentes ou uma base de luminária padronizada. Para este último, mantenha as estampas simples e escolha um fio de cor que una os designs do abajur e do abajur.

“Se você optar por um abajur com estampa colorida, certifique-se de que a cor dominante ecoe em algum outro lugar do esquema, como em almofadas, mantas, cortinas ou tapetes”, aconselha Kime. Lembre-se também de que o padrão não se trata apenas de cor; designs texturizados podem criar um efeito mais sutil que ainda marca.

Quando se trata de cor, é fundamental considerar o que você deseja alcançar com sua iluminação. Se a estética é sua única preocupação, você tem muito mais liberdade para brincar com tons mais escuros. No entanto, se estiver a criar um canto de leitura, onde a luz ambiente é uma prioridade, direcione a sua atenção para uma sombra de cor suave, pois mais luz será filtrada através dela.

A cor do seu abajur também pode ser alterada (ou trocada) para refletir a época do ano; durante a primavera e o verão, você pode optar por tons claros e neutros, como off-white e creme, e depois mudar para cores mais escuras quando o outono chegar para obter um efeito mais quente e envolvente.


Categories: