O guia completo sobre como comprar um tapete2

2. Materiais e Estilo
Existe uma lista aparentemente interminável de descritores que abrangem a classificação estética de um tapete. Mas na maioria das vezes o material de que é feito é o que define o estilo de uma peça. A especialista em tapetes Lisa Wagner, da RugChick.com, diz que estas são as categorias de materiais mais comuns:

O guia completo sobre como comprar um tapete2插图

Fibras naturais: Lã, algodão, seda, juta, sisal
Prós: Durável e duradouro; tapetes de lã, especificamente, são incríveis para esconder a sujeira.
Contras: Muitas vezes mais caro e requer limpeza profissional; tapetes de seda tingidos podem escorrer se expostos a respingos de água.

Fibras sintéticas: Acrílico, poliéster, polipropileno
Prós: Acessível, fácil de limpar, geralmente resistente a manchas.
Contras: Pode ser contaminado com mofo e bactérias devido a derramamentos repetidos ou acidentes com animais de estimação; pode precisar ser substituído mais cedo do que os tapetes de lã ou fibra natural.

Seda artificial: Viscose, seda de bambu, seda de banana
Prós: Muito acessível; padrões ocupados podem esconder sujeira.
Contras: A viscose é como uma esponja absorvente – ela não apenas atrai umidade e óleo, mas até mesmo um derramamento de água pode estragar as fibras.

SalvarPin ItVer mais imagens

Crédito: Isabela Humphrey

Identificar o material ideal para o seu espaço depende muito do seu estilo de vida e do ambiente onde o tapete irá morar. A estética de sua escolha também pode ser um fator, mas lembre-se que você nunca está limitado a um estilo ou outro. Misturar e combinar é sempre uma ótima maneira de encontrar o que é único para você. Aqui está uma análise rápida:

Tradicional: Persa, Oriental, Marroquina, Berbere (podem ser peças antigas e vintage)
Contemporâneo: Meados do Século, Geométrico, Costeiro, Country, Fazenda
Natural: Juta, Sisal, Seda, Pele de Carneiro, Couro, Couro de Vaca
Boêmio: Shag, Kilim, Dhurrie, Sudoeste, Ikat
3. Pilha
A pilha de um tapete é um ponto de referência para a densidade ou espessura de uma peça. “Tapetes mais grossos sempre terão mais pêlos do que peças finas e de design complexo”, diz o especialista em tapetes antigos Omri Schwartz, da Nazmiyal Rugs. A pilha de tapetes geralmente se enquadra em duas categorias:

Tapetes de pêlo baixo: Esses tapetes têm fibras e laços mais curtos (pense em tecidos planos), tornando-os melhores para áreas de tráfego intenso, como a cozinha.
Tapetes de pêlo alto: Esses tapetes têm fibras mais altas e mais soltas (pense em tapetes felpudos ou marroquinos), tornando-os mais macios e ideais para o quarto ou sala de estar.
“A altura da pilha de um tapete é realmente mais uma consideração estética e de desempenho”, diz Haynes Robinson, vice-presidente sênior de desenvolvimento de produtos da abc carpet & home. Independentemente da altura da pilha, um tapete sempre proporcionará proteção acústica, mas quanto mais grosso for o tapete, melhor será o isolamento. “A pilha adicionada também aumenta a vida útil e o desempenho do carpete ao longo do tempo”, diz Robinson.

4. Cuidados e Limpeza
É inevitável que em algum momento você se depare com um tapete sujo, então você deve pensar nos cuidados e na manutenção antes de comprar. Ironicamente, peças mais antigas ou vintage tendem a ser mais duráveis do que peças mais novas e econômicas que podem não ter a mesma integridade estrutural. “Às vezes, aquele tapete mais novo terá mais problemas estruturais do que o antigo, porque alguns cantos devem ser cortados para torná-lo tão bom”, diz Wagner do RugChick.com. Veja como cuidar e limpar diferentes materiais:

Sintéticos: limpeza localizada, limpeza a vapor ou vácuo. Eles podem parecer mais sujos, pois absorvem sujeira e óleo, embora a maioria (como os acrílicos) seja resistente a manchas.
Lã: Os óleos naturais (lanolina) evitam que respingos penetrem nas fibras, observa Hyman da Revival Rugs. “Para tapetes feitos à mão, você pode secar a mancha para absorver o excesso e, em seguida, usar uma escova de dentes com sabão em pó e água para retirá-la. Resista à vontade de esfregar, o que pode danificar as fibras.”
Algodão e seda: conte com a ajuda de um profissional para evitar o agravamento das manchas, prendendo-as mais profundamente nas fibras.


Categories: